Skip to main content

Volkswagen vai investir 4,2 mil milhões em Espanha nos próximos cinco anos

O investimentos destina-se às fábricas de Pamplona e de Barcelona.

in Diário Económico, por Sara Piteira Mota, 08-05-2015

O grupo Volkswagen pretende investir 4,2 mil milhões de euros, entre 2015 e 2019, nas suas fábricas em Espanha, refere o jornal espanhol “El País”. O novo investimento vai concentrar-se na unidade fabril da Seat, em Martorell (Barcelona), onde se fabricam os veículos da marca espanhola e um modelo Audi, e na fábrica de Pamplona, de onde saem alguns modelos da marca Volkswagen.

A informação foi avançada hoje, depois de uma reunião em Moncloa com o vice-presidente mundial de compras do grupo alemão, Javier Garcia Sanz, o CEO da Volkswagen e o primeiro-ministro, Mariano Rajoy.

De acordo com o grupo alemão, este é o maior investimento industrial feito em Espanha até agora. “O grupo Volkswagen reafirma o seu compromisso como um motor da economia espanhola com o maior investimento industrial da história do nosso país”, refere Javier Garcia Sanz em comunicado.

Na mesma reunião, este responsável sublinhou que Espanha “é um país-chave na estratégia do Grupo Volkswagen” e salientou que a injecção de capital “é uma garantia para o futuro das instalações do Grupo em Espanha. Estas fábricas estão a preparar-se para receber novos modelos”.

No ano passado, as duas fábricas em Espanha produziram 748.400 veículos, mais 13% que em 2013.

Tanto a unidade Catalã como a de Navarra são actualmente “das melhores fábricas do grupo em termos de produtividade e flexibilidade”, afirmou Javier Garcia Sanz.

Com este investimento, o grupo alemão pretende melhorar as instalações das fábricas bem como aumentar a capacidade da linha de montagem da Volkswagen. Autoeuropa recebe 677 milhões para nova plataforma

O investimento é bem mais modesto, mas permitirá à fábrica portuguesa produzir qualquer dos modelos do grupo VW. O grupo Volkswagen anunciou, no ano passado, um investimento de 677 milhões de euros, até 2019, na VW Autoeuropa, fábrica de Palmela, para a nova plataforma de montagem ‘inventada’ pelo grupo alemão (o MQB).

Esta nova infra-estrutura tem uma base central comum, que pode partilhar dezenas de modelos produzidos pelas diversas marcas do grupo VW. De acordo com o grupo alemão, a MQB segue o conceito ‘one size fits all’ (a mesma estrutura serve a todos). Com a mesma base podem, assim, ser produzidos veículos utilitários, familiares, monovolumes e ‘crossovers’.

A fábrica portuguesa ainda não avançou qual será o modelo que irá receber, mas fontes ligadas à fábrica avançam que a Autoeuropa prepara-se para produzir o novo Polo SUV (um veículo utilitário desportivo). A produção em grande escala para o novo modelo só está prevista para 2016.

Este ano, a administração da fábrica de Palmela já confirmou que irá deixar de produzir o VW Eos, ficando apenas com os monovolume Seat Alhambra e VW Sharan e o desportivo VW Scirocco. Embora a Autoeuropa seja apontada dentro do grupo alemão como uma unidade com um grau de especialização elevado, a produção tem sido reduzida devido ao facto de os modelos actuais serem considerados nichos de mercado.

O modelo Polo SUV, que poderá ter outra denominação, será um trunfo importante para a fábrica portuguesa, que necessita de aumentar a produção. António de Melo Pires, director-geral da VW Autoeuropa, já revelou que o novo modelo irá garantir a permanência da fábrica da VW no País e impulsionar a produção acima das 150 mil unidades por ano. No ano passado, a fábrica de Palmela produziu 91.200 unidades.

O novo Polo SUV será baseado no carro compacto mais vendido no mercado europeu – o Polo -, enquanto o Up! SUV será o utilitário mais barato da marca germânica.

A nova geração do Polo já está a ser produzida em Pamplona, Espanha, sob a plataforma MQB – a mesma que será implementada em Palmela. Até agora, este veículo foi descrito como uma versão que resultou da fusão dos modelos Polo e Cruz Coupe Concept. Segundo a imprensa internacional, os novos modelos SUV são esperados para 2016.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.