Skip to main content

Stellantis interrompe produção em fábrica francesa por falta de “chips”

Esta é a quarta fábrica do grupo liderado por Carlos Tavares que se vê obrigada a interromper a produção, devido à escassez de semicondutores.

in Negócios, por Fábio Carvalho da Silva, 25-08-2022 


A unidade de produção da empresa automóvel da Stellantis em Sochaux, França, suspendeu os trabalhos até sábado, devido à escassez de semicondutores, segundo apurou a Reuters junto de fonte sindical.

Esta não é a primeira vez que a empresa liderada por Carlos Tavares se vê obrigada a suspender a produção, devido à falta de componentes críticos. Foi também em França, em junho, que duas fábricas foram obrigadas a suspender os trabalhos, depois de o fornecedor alemão Continental não ter conseguido entregar sistemas de navegação e entretenimento, entre outras peças.

Além destas duas fábricas sediadas em França, também em Itália, em Maelfi, no sul do país, uma unidade viu-se a braços com esta situação, tendo interrompido a produção entre 28 de junho e 2 de julho, devido “à escassez de semicondutores”.

Até agora, a Stellantis não viu a crise de semicondutores pressionar as contas, tendo voltado a reportar resultados recorde no primeiro semestre deste ano, apesar da inflação que tem agravado os custos das empresas. O segredo para o sucesso foi a aposta na venda de veículos com margens mais altas.

A empresa liderada pelo português Carlos Tavares – que foi formada no ano passado através da fusão da Fiat Chrysler e da gigante francesa PSA Peugeot – reportou um lucro de 8 mil milhões de euros, um aumento de 34% em termos homólogos, e viu a receita líquida escalar 17% face ao primeiro semestre de 2021 para os 88 mil milhões de euros.

A crise dos semicondutores tem afetado várias marcas automóveis por todo o mundo, as quais se vêem obrigadas, em muitos casos, a parquear automóveis inacabados, devido à falta destes componentes.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.