Skip to main content

Novo Projeto da Bosch e Universidade do Minho potencia emprego em Braga

A Bosch Car Multimedia Portugal, em Braga, está a preparar nova candidatura a fundos europeus para projetos de I&D a serem financiados a partir do final de 2015, para garantir a continuidade das suas atividades de inovação em parceria com a Universidade do Minho e a competitividade do negócio.

in AICEP, 02-03-2015

A candidatura prevê o investimento previsto de 50 milhões de Euros, e a contratação pela Bosch de 92 Engenheiros da área de Investigação e Desenvolvimento e 165 bolseiros pela Universidade do Minho (UMinho).

O vice-primeiro-ministro, Paulo Portas, visitou a Bosch em Braga, e apoiou a candidatura. “É essencial valorizarmos empresas como a Bosch, que dinamizam a economia do nosso país com exportações e relações comerciais de grande valor acrescentado.”, afirmou Paulo Portas. “Estamos empenhados em apoiar projetos como este que são, efetivamente, um compromisso para a nossa economia nacional e que nos permitirão atingir mais rapidamente os objetivos de desenvolvimento a que nos propusemos.”, continuou.

A Bosch em Braga está, atualmente, a desenvolver 14 projetos de I&D em parceria com a Universidade do Minho. Considerado de interesse estratégico nacional, o projeto está a ser parcialmente financiado por fundos Europeus e terá um investimento de cerca de 19 milhões de euros até meados de 2015. Serão registadas pelo menos 10 patentes em resultado do trabalho desenvolvido, potenciando a cultura de inovação exportada pelo Grupo Bosch a partir de Portugal para todo o mundo

“O balanço desta parceria é muito positivo. Os ótimos resultados do trabalho da equipa conjunta de cerca de 300 pessoas da Bosch e da Universidade do Minho têm revelado ser uma verdadeira mais-valia para inovação na empresa e, consequentemente, para a consolidação do nosso negócio no país.”, afirmou Sven Ost, administrador técnico da Bosch em Braga.

Para o reitor da UMinho, António M. Cunha, esta parceria é “fulcral” para o reconhecimento e a afirmação internacional da Universidade, tendo evidenciado a capacidade da Universidade em responder a solicitações de uma empresa líder mundial. “São projetos de uma exigência impressionante e a UMinho está a conseguir dar resposta. Já atingimos uma dezena de patentes e projetam-se mais patentes registadas com a nossa chancela. Estarmos ligados a uma entidade como a Bosch é um passo importante para o nosso curriculum”, realçou.

Enquanto um dos principais exportadores a nível nacional (volume de exportação de mais de 90 por cento), a Bosch tem contribuído ativamente para a construção da boa reputação da tecnologia desenvolvida e produzida em Portugal e exportada a nível mundial. A partir da sua unidade em Braga, o Grupo desenvolve, produz e exporta para todo o mundo soluções tecnológicas inovadoras que, pela sua capacidade de diferenciação e resposta às mais atuais tendências na área, permitem que se mantenha na liderança entre os fornecedores de multimédia automóvel em todo o mundo.

“Prevemos um desenvolvimento positivo do nosso volume de vendas em Braga já a partir deste ano, e queremos aumentar ainda mais a nossa competitividade e capacidade de atração de novos projetos com a aposta em I&D”, afirmou Johannes Sommerhäuser, administrador comercial da Bosch em Braga.

Em 2015, a Bosch em Braga foi ainda uma das primeiras empresas em Portugal a expor os seus produtos na maior feira de eletrónica do mundo: o CES, em Las Vegas. Inovações saídas diretamente das suas instalações, como o sistema de informação e entretenimento NissanConnect para o Nissan Qashqai, o Combiner Head Up Display para os novos Mini, e os displays livremente programáveis para o novo BMW i8 e Audi TT, demonstraram a forma como a Bosch já se encontra a moldar o futuro do automóvel e a garantir a conectividade a nível mundial.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.