Skip to main content

Nova fábrica traz 250 milhões de euros e cria 500 postos de trabalho em Estarreja

A produção dos veículos representa um investimento que pode ultrapassar os 250 milhões de euros e criar até 500 postos de trabalho, quando estiver a trabalhar na sua máxima capacidade, devendo produzir cerca de 25 mil veículos por ano.

in Câmara Municipal de Estarreja, 23-01-2020


Esta quarta-feira, dia 22 de janeiro, a Câmara Municipal de Estarreja assinou um Protocolo de Colaboração com a britânica INEOS Automotive para a implementação de um complexo industrial para a produção de uma nova marca “Grenadier”, de automóveis ligeiros todo o terreno, no Eco Parque Empresarial de Estarreja.

Após dois anos intensos de pesquisa por toda a Europa, a INEOS Automotive escolheu a cidade de Estarreja para instalar a fábrica. Pode ler-se no protocolo que o início da construção está agendado para abril deste ano. Em novembro de 2020 está previsto a instalação do equipamento. Já no próximo ano, em outubro iniciará a fase de pré-teste operacional da fábrica. Em abril de 2022, arrancará a produção dos automóveis todo o terreno representando um investimento que pode ser superior a 250 milhões de euros.

Durante a Cerimónia de Formalização do Protocolo de Colaboração, Dirk Heilmann, CEO da Ineos Automotive, disse que “no momento em que comparámos as opções no país, foi em Estarreja que encontrámos espaço para crescer e disponibilidade dos que hoje são nossos parceiros.” Acrescentou ainda que “a qualidade e a atenção que há em Estarreja é exatamente o que procuramos e acreditamos que pode resultar muito bem para a nossa empresa.”

Numa primeira fase, a INEOS Automotive irá produzir a carroçaria, os chassis e a pintura. Futuramente pretende-se que em Portugal seja feita a montagem ou a assemblagem. A produção destes componentes empregará “cerca de 200 pessoas e à medida que atingirmos os nossos objetivos, pretendemos chegar aos 500 postos de trabalho”, afirmou Dirk Heilmann.

Diamantino Sabina, Presidente da Câmara Municipal de Estarreja, referiu que o acordo firmado com a empresa britânica “é um marco histórico para o desenvolvimento económico do concelho de Estarreja. Conseguimos reunir as condições necessárias para avançarmos com esta unidade industrial que permitirá uma simbiose industrial com outras empresas criando também postos de trabalho indiretos”.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.