Skip to main content

Melhores Empresas para Trabalhar – KELLY SERVICES

Liderar o futuro

Reconhecida no mercado de recursos humanos, a empresa quer chegar ao primeiro lugar do pódio através de uma estratégia assente na especialização, na colaboração e na união das suas pessoas

in Revista EXAME, texto por Francisco de Almeida Fernandes, Novembro 2019


Presente em Portugal desde 2008, a Kelly Services, de origem norte-americana, dedica-se à prestação de serviços de outsourcing, recrutamento e seleção específicos, assim como ao trabalho temporário. Esta última será, porventura, a faceta mais conhecida da organização e o CEO, Pedro Lacerda, acredita que existe um estigma na sociedade portuguesa sobre a associação deste segmento de negócio a postos de trabalho com salário mínimo.

“Somos uma empresa que emprega por ano uma média de 14 mil pessoas”, adianta o responsável, explicando que apenas 22% dessa massa salarial fica abaixo da fasquia dos 700 euros. O gestor faz questão de sublinhar que a nova estratégia da empresa, definida a quatro anos, vem apontar o foco na especialização em cinco setores: automóvel, serviços, tecnologias de informação (TI), engenharia e área médico-científica.

Vanda Brito, diretora de Recursos Humanos, reforça que “existe na Kelly Services uma área de negócios que se posiciona apenas em quadros médios e cargos de direção” e que será, cada vez mais, essa a aposta. Desenhada para um futuro de curto e médio prazo, a missão, a que chamaram K1 (Kelly em primeiro), iniciou-se em 2019, dirigida essencialmente à estrutura interna. “Identificámos dez indicadores dentro da nossa estratégia para a próxima década”, aponta Lacerda, em que se incluem objetivos financeiros e outros ao nível da reputação e da qualidade da oferta. Uma destas ambições é ser a melhor empresa para trabalhar em Portugal e não apenas uma delas, garantem. Entre os dez pontos previstos no K1, “diria que estamos muito próximos de ter 50%, ou seja, em cinco deles já lideramos”, defende, orgulhoso o CEO.

Força da transformação

“Nós lideramos o futuro” foi o slogan escolhido por todos os colaboradores, em conjunto com a direção. O envolvimento da equipa foi importante não só para alinhar valores e objetivos mas também para reforçar a cultura interna e o sentimento de pertença. Esta proximidade e a satisfação no local de trabalho são fundamentais para conseguir reter o talento. Iniciativas como o envio de cartões de aniversário, distribuídos mensalmente, com mensagens de parabéns personalizadas e escritas pelo próprio CEO e pela diretora de Recursos Humanos, são do agrado de todos.

Outra particularidade em que a empresa tem vindo a investir é no salário emocional, um somatório que incluiu o ambiente e a flexibilização laboral, seguro de vida e de saúde, e até incentivos. Importante, garantem, é que as pessoas sintam que tudo aquilo que lhes é dado é proporcional ao que entregam.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.