Skip to main content

Ligação férrea Aveiro-Mangualde pode ser «eixo estratégico» para a indústria automóvel

Contemplada com um investimento superior a 600 milhões de euros no Programa Nacional de Investimentos 2030, a ligação ferroviária entre Aveiro e Mangualde promete agora deixar a dimensão das intenções e das promessas para passar, definitivamente, à materialização – José Maria Castro, director-geral do centro de produção de Mangualde do grupo PSA, abordou o tema e discorreu sobre a importância da conexão para a PSA.

in Revista Cargo, 05-02-2019


Aveiro-Mangualde: sairá desta vez da gaveta? «Falamos disto há quase 10 anos», afirmou José Maria Castro

Em entrevista concedida ao ‘Dinheiro Vivo’, José Maria Castro aprofundou o dossier, analisando os benefícios que a materialização da conexão férrea poderá aportar ao sector automóvel, e, especificamente, à operação logística da fábrica. Constantemente remetida para a gaveta, a ligação ‘ameaça’ agora concretizar-se – «Não temos a certeza de que este plano vai avançar. Falamos disto há quase 10 anos e não vemos que as coisas tenham avançado», disse.

«É um eixo estratégico para a indústria automóvel»

Apesar da renitência, o director-geral do centro de produção de Mangualde do grupo PSA não deixou de avaliar de crucial a materialização da conexão, considerada estratégica para criar uma solução mais produtiva a nível do transporte – «Estamos todos no transporte rodoviário, que é cada vez menos competitivo por causa das emissões de dióxido de carbono e dos preços do petróleo. É um eixo estratégico para a indústria automóvel», considerou.

Ao ‘Dinheiro Vivo’, José Maria Castro explicou que existe a capacidade e a possibilidade de «massificar os fluxos de transportes da Volkswagen» e do grupo PSA, uma vez que a «única maneira de rentabilizar este transporte» será recorrer a «comboios de 500 ou 600 metros» – para tal, «são necessários volumes muito grandes e estáveis». Na logística automóvel, reforçou, caso seja alvo de aposta, o transporte das peças poderá dar uma vantagem competitiva para o grupo.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.