Skip to main content

Joaquim Menezes quer construir ponte entre Universidade e Empresas

Joaquim Menezes considera que não há desinteresse das empresas na Universidade de Coimbra e revela objetivos para o mandato

in Rádio Universidade de Coimbra, 06-03-2021


Joaquim Menezes, CEO do Grupo Iberomoldes e presidente da Associação Europeia de Investigação para as Fábricas do Futuro, é um dos mais recentes membros externos do Conselho Geral da Universidade de Coimbra. Formado no Instituto Superior de Engenharia de Lisboa em 1971, foi co-fundador em 1975 do grupo Iberomoldes, do qual é atualmente presidente.

No pouco tempo que faz parte do Conselho Geral, Joaquim Menezes afirmou que a sua visão empresarial é o motivo que o leva a ser membro deste órgão da universidade, admitindo que o seu espírito empreendedor é uma mais-valia. Contudo, revelou ainda não ter um conhecimento aprofundado do funcionamento deste órgão universitário.

Enquanto membro do Conselho Geral, Joaquim Menezes espera conseguir uma aproximação entre a Universidade e as empresas, nomeadamente na adequação dos estudantes universitários à realidade empresarial.

O empresário acrescentou ainda que os estabelecimentos de ensino não confrontam os seus alunos com a realidade do mundo profissional e das empresas. Os recém-formados são, portanto, “obrigados” a se “integrarem” de forma autónoma, referiu.

Para colmatar estas dificuldades, Joaquim Menezes é da opinião de que as instituições de ensino superior devem estar mais próximas das empresas, sendo que a iniciativa deve partir dos estabelecimentos de ensino. O empresário não concorda que haja desinteresse no ensino superior por parte das empresas, dando a título de exemplo a sua experiência pessoal com a Universidade de Coimbra.

Em comentário final e relativamente às verbas do Plano de Resolução e Resiliência previstas para a transição digital, Joaquim Menezes referiu que Portugal tem muitos especialistas em digitalização, havendo capacidade de “fazer muito com pouco” ao nível do ensino.

O Conselho Geral é constituído por 35 membros, sendo que compete a este órgão da Universidade funções como a eleição do reitor, a aprovação dos planos estratégicos de médio prazo e o plano de ação para o quadriénio do mandato do Reitor.

Pode ouvir a entrevista completa aqui:

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.