Skip to main content

Investimento na Autoeuropa depende de estabilidade política, diz supervisor das fábricas da VW

Responsável pelas fábricas da Autoeuropa no mundo assegura que “não há necessidade de tomar decisões em relação à Autoeuropa no próximo par de meses”.

in ECO, 22-02-2019


 

O reforço do investimento da VW na Autoeuropa e, em Portugal, depende da estabilidade política do país. A garantia é de Andreas Tostmann, supervisor das fábricas da Volkswagen no mundo.

Em entrevista ao jornal Público, esta sexta-feira, o responsável revela que a estratégia do grupo para recuperar terreno é investir na produção mas com menos trabalhadores.

No entanto, garante, por agora não haverá saídas na fábrica de Palmela. A decisão que tomámos de aumentarmos aqui a capacidade mostra que somos muito ambiciosos em termos de futuro. “Isto significa que apontamos para um cenário de estabilização da força de trabalho nesta unidade”, garante, acrescentando: “Queremos aumentar a eficiência em 30% nos próximos cinco anos. Essa meta implica melhorar a nossa produtividade, que está diretamente relacionada com o trabalho, mas também em todas as restantes áreas conexas”, conta.

Relativamente ao caso da Autoeuropa, Tostmann diz que, por enquanto, “não há necessidade de tomar decisões em relação à Autoeuropa no próximo par de meses”.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.