Skip to main content

Europa atinge marca de 1 milhão de carros eléctricos

Portugal é dos poucos países europeus onde os eléctricos têm uma quota acima de 2% nas vendas de automóveis novos.

in Negócios, por Nuno Carregueiro, 27-08-2018


Os carros eléctricos continuam a ter um peso diminuto no mercado automóvel europeu, mas no decorrer do primeiro semestre deste ano foi atingida uma marca relevante. Com a venda de mais de 195 mil automóveis eléctricos (totalmente ou híbridos) nos primeiros seis meses do ano, o mercado europeu passou a ter mais de um milhão de carros eléctricos.

 

A Europa atingiu este marco cerca de um ano depois da China, que tem um mercado de dimensão bastante superior, mas antes dos Estados Unidos, que só deverá chegar à marca milhão de carros eléctricos no final deste ano. Nessa altura, de acordo com as estimativas da consultora EV Volumes, o mercado europeu de carros eléctricos já contará com um valor acumulado de carros eléctricos vendidos de 1,35 milhões.

 

“Um stock de um milhão de carros eléctricos vendidos é um marco importante no caminho para a electrificação e para alcançar os objectivos de descida das emissões poluentes, mas continua a ser claramente insuficiente”, refere Viktor Irle, analista da EV Volumes, citado pelo The Guardian.

 

No primeiro semestre as vendas de carros eléctricos aumentaram 42% face ao mesmo período do ano passado, mas representam apenas 2% do total do mercado. A Noruega é claramente o país líder na conversão para os carros eléctricos, o que se explica com os fortes incentivos do governo para a compra destes automóveis. No primeiro semestre foram vendidos 36.500 veículos eléctricos neste país, o que representa 37% de todos os automóveis vendidos neste período.

 

De acordo com a EV Volumes, outros países nórdicos (Islândia, Suécia e Finlândia) surgem nos lugares seguintes do ranking, sendo que Portugal também surge bem posicionado, ocupando a sétima posição. Os dados da consultora mostram que Portugal é dos poucos países europeus onde os eléctricos têm uma quota acima de 2% nas vendas de automóveis novos. Além disso o crescimento nas vendas de carros 100% eléctricos foi superior a 100% e de “plug-in” híbridos ficou muito perto (aumentaram 94%). Taxas de crescimento que mais que duplicam o registado em média no mercado europeu. Na Alemanha, que tem o maior mercado automóvel da Europa, o crescimento das vendas também está a acelerar, com a EV Volumes a apontar para perto de 90 mil veículos eléctricos vendidos no final do ano, superando assim o registado na Noruega.

 

A compra de carros eléctricos em Portugal também tem incentivos fiscais (podem chegar aos 2.250 euros), sendo que até Agosto os pedidos de apoio superaram os 1.200 e aumentaram 50%.

 

As vendas de eléctricos estão a aumentar fortemente em Portugal, mas a quota de mercado é ainda muito reduzida. Já as vendas de carros a diesel, como o Negócios avançou na semana passada, estão a cair fortemente: apesar das vendas de ligeiros de passageiros terem crescido 5,8% nos primeiros seis meses do ano, o número de veículos a gasóleo vendidos neste segmento recuou 8,5%, o que representa uma descida da quota de mercado de 61% no final de 2017 para os 52,8% em Junho. Em sentido contrário, os ligeiros de passageiros a gasolina aumentaram as vendas em 22,5%, valendo já 40,9% do mercado.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.