AICEP | “Roteiros da Sustentabilidade – Discover Sustainability” – Workshops para PME Exportadoras

Oportunidade para explorar as melhores práticas relacionadas com a sustentabilidade empresarial.

in AICEP, 24-05-2024


A AICEP, em parceria com as CCDR, o IAPMEI e a CIP, está a organizar um ciclo de cinco workshops intitulados “Roteiros da Sustentabilidade – Discover Sustainability”, liderados pela BCSD Portugal. Estes workshops realizam-se em Sintra, Évora, Porto, Coimbra e Faro, entre maio e junho, e são parte do Programa PME Exportadoras.
Esta iniciativa integrada no Programa PME Exportadoras é um passo importante na sensibilização das empresas para um novo paradigma de negócios centrado na sustentabilidade e, em particular, nos benefícios da adoção dos critérios ESG – Environmental, Social and Governance nas práticas empresarias com vista a aumentar a competitividade no mercado global.

É uma oportunidade única para explorar e discutir as estratégias, desafios e melhores práticas relacionadas com a sustentabilidade empresarial, contando com a participação de representantes do setor público e privado.

Saiba mais e inscreva-se:

 

 

https://www.portugalglobal.pt/pt/noticias/roteiros-da-sustentabilidade-workshops-para-pme-exportadoras

 

 

Bosch mantém resultado positivo em Portugal com vendas acima dos 2 mil milhões de euros

Resultados financeiros 2023

  • Empresa ultrapassa 7.000 colaboradores no país
  • Transformação do portfólio da unidade em Braga, produção de bombas de calor em Aveiro e novas áreas de competência em Lisboa para responder aos desafios do futuro;
  • À luz do atual cenário económico atual, a empresa tem perspetivas moderadas para 2024 com foco em metas de crescimento sustentado.

in Bosch, 22-05-2024


A Bosch, fornecedora líder global de tecnologia e serviços, terminou o ano fiscal de 2023 com vendas no valor de 2,1 mil milhões de euros em Portugal, incluindo vendas e serviços a empresas do Grupo Bosch. A empresa registou um ligeiro crescimento de 1,7 por cento relativamente ao ano anterior. No mercado local, a Bosch registou vendas consolidadas de 383 milhões de euros, 5,2 por cento acima do nível de 2022. “Apesar de estarmos a viver um ambiente global desafiante e de alguma incerteza, 2023 foi um ano positivo para a Bosch em Portugal. Para este ano, estamos alinhados com as perspetivas gerais da Bosch, e por isso as nossas previsões são moderadas, tendo em conta o atual cenário económico e também a transformação do negócio que a empresa está a realizar a nível global”, afirma Javier González Pareja, Presidente do Grupo Bosch em Portugal e Espanha.

Os resultados alcançados em 2023 mantêm a Bosch como um dos maiores exportadores do país, com um nível de exportação superior a 97 por cento, com mais de 50 países em todo o mundo a importar soluções produzidas em Aveiro, Braga e Ovar, e serviços prestados a partir de Lisboa para o mundo. Estes números reforçam a importância da Bosch no total de exportações do país (cerca 1,7 por cento), traduzindo-se num impacto de cerca de 1% por centro do PIB de Portugal.
Também no que ao número de colaboradores diz respeito, a Bosch continua nos lugares cimeiros dos maiores empregadores do país. A 31 dezembro de 2023, a empresa contava com pouco mais de 7.000 colaboradores em Portugal, um aumento significativo em relação ao ano anterior (cerca de 8 por cento). “Ao longo dos anos, temos vindo a assistir a um crescimento sustentado da Bosch em Portugal, que só possível graças à dedicação e ao profissionalismo dos nossos colaboradores. É nesse caminho que nos queremos manter, conscientes de que o futuro já está a trazer desafios para o negócio da Bosch”, afirma Carlos Ribas, responsável da Bosch em Portugal e Diretor Técnico da Bosch em Braga.

Relativamente às perspetivas para o corrente ano, a Bosch espera uma ligeira evolução positiva em Portugal, tanto a nível de volume de negócios como de colaboradores. “Apesar de um ambiente económico e social que se mantém exigente, as nossas expetativas para 2024 são de um ligeiro crescimento das vendas em todas as localizações em Portugal”, explica Carlos Ribas.

Desenvolvimento das áreas de negócio em Portugal

No setor da Mobilidade, a Bosch está a avançar com decisões estratégicas globais que visam o crescimento futuro deste negócio. “A Bosch definiu a mobilidade sustentável como uma das suas áreas de crescimento, com especial foco para a condução eletrificada e automatizada. Esta estratégia implica uma nova organização no setor empresarial da mobilidade na Bosch a nível global, com a aposta em novas tecnologias e soluções e reforço de algumas tecnologias nas quais já vínhamos a trabalhar. Esta transformação terá o seu impacto no portfólio de produtos e, consequentemente, no negócio da unidade em Braga”, explica o responsável da Bosch em Portugal.

No caso da unidade de Braga, a reorganização da mobilidade na Bosch irá traduzir-se numa transformação do portfólio de produtos, que passará gradualmente dos sistemas de infotainment para soluções como computadores de bordo, câmaras e sensores. “A Bosch está a focar os seus esforços de desenvolvimento e produção de tecnologias essenciais para as necessidades atuais e futuras dos veículos, que irão contribuir para uma mobilidade mais segura, confortável e sustentável. A Bosch em Braga está a receber algumas dessas tecnologias e continuará a desempenhar um papel importante o futuro da mobilidade tanto a nível de desenvolvimento como de produção.

Mais do que nunca, as inovações na área automóvel acontecem por através de bits e bytes. Os veículos definidos por software oferecem duas vantagens notáveis. A primeira é a velocidade de desenvolvimento: em vez de levar anos, a implementação de novas funções em sistemas existentes será, no futuro, apenas uma questão de dias. A segunda é a dissociação do desenvolvimento de
software e hardware, o que significa que os automóveis vão parecer novos por mais tempo graças às atualizações de software. A Bosch está com esta transformação a responder a essa tendência de engenharia automotiva baseada em software. Além disso, a empresa estima que impulsionado por esta tendência, o mercado do software automóvel deverá atingir um volume significativamente superior a 200 mil milhões de euros até 2030, o que significa três vezes mais do que em 2020.

A área de negócios de Energia e Tecnologia de Edifícios, na qual estão inseridas as atividades das unidades de Aveiro e de Ovar, atravessam momentos diferentes no âmbito da estratégia global da Bosch. O ano de 2023 foi de grande importância para a unidade da Bosch em Aveiro, que reforçou a sua posição enquanto localização estratégica para a produção e desenvolvimento de bombas de calor dentro do Grupo (mais informação aqui). Para 2024, as expetativas são cautelosamente positivas, nomeadamente com o aval por parte da casa-mãe para avançar com a instalação da segunda linha de produção de bombas de calor. “Para a Bosch, as bombas de calor são um componente fundamental de edifícios neutros em carbono. Embora o mercado tenha estagnado em toda a Europa em 2023, a Bosch conseguiu fazer crescer o seu negócio em quase 50 por cento e prevê continuar a crescer mais rápido do que o mercado neste segmento. Nesse sentido, a previsão é de continuar a investir não apenas na capacidade de produção, mas também na expansão do nosso portfólio de produtos, nomeadamente com bombas de calor que não são apenas silenciosas e eficientes, mas também económicas”, explica Carlos Ribas.

No caso da unidade de Ovar, conforme já anunciado (aqui), a empresa decidiu realinhar a sua divisão Building Technologies com a venda da maior parte do negócio de produtos desta divisão. Isso inclui as unidades de negócios de Vídeo, Acesso e Intrusão e Comunicação, que também irá afetar esta localização. “A Bosch Portugal está empenhada em reforçar as suas atividades noutras áreas estratégicas, como soluções de mobilidade e bombas de calor, e em atingir os seus objetivos de negócio, apesar da venda planeada e do impacto esperado no nosso volume de negócios local”, afirmou Carlos Ribas.

Na sua unidade em Lisboa a Bosch mantém a aposta na ampliação do seu portfólio de serviços, na diversificação das suas áreas de negócios, com novas áreas de competência em funções de administração, e também no potencial aumento das suas equipas multiculturais que colaboram em diferentes projetos internacionais do Grupo Bosch, perfazendo atualmente um total de 39 diferentes nacionalidades, e que reforçam a posição de Lisboa como um hub para prestação de serviços a nível global. Dentro desta unidade, está também a equipa da Service Solutions, dedicada à prestação de serviços nas áreas de experiência de cliente, mobilidade, monitorização e processos de negócio, que tem vindo ainda a contribuir fortemente para o crescimento da Bosch em Portugal.

Por fim, a área de Bens de Consumo, que engloba os eletrodomésticos e as ferramentas elétricas, embora tenha passado por alguma restruturação a nível do Grupo, em Portugal a sua atividade e estrutura manteve-se estável contribuindo, igualmente, para os resultados positivos no país.

Grupo Bosch: perspetivas para 2024 e rumo estratégico

O Grupo Bosch aumentou as suas vendas e lucros em 2023 e está a implementar com sucesso a sua estratégia de crescimento, apesar de um ambiente difícil. Segundo Stefan Hartung, presidente do conselho de administração da Robert Bosch GmbH, “no ano fiscal de 2023, atingimos os nossos objetivos financeiros e reforçámos a nossa posição de mercado numa série de áreas de negócio, desde semicondutores a sistemas de construção integrados”. A empresa aumentou as suas vendas em 3,8 por cento em comparação com o ano anterior, para 91,6 mil milhões de euros, apesar das condições económicas e de mercado desfavoráveis. Com 5,3 por cento, a margem EBIT das operações foi 1 ponto percentual superior à do ano anterior. Foi, portanto, superior ao esperado, mas ainda inferior à meta de margem de pelo menos 7 por cento exigida a longo prazo. A Bosch pretende alcançar este objetivo até 2026. No primeiro trimestre de 2024, as vendas caíram mais de 0,8 por cento em termos anuais; após o ajuste dos efeitos da taxa de câmbio, isto equivale a um aumento de 2,7 por cento. No entanto, a empresa espera que seja difícil aumentar a margem EBIT das operações em comparação com o ano anterior.

Além do ambiente de mercado moderado e do esperado aumento adicional de investimentos iniciais em áreas de importância estratégica, a reestruturação e as melhorias de processos terão também um impacto negativo no início, com o seu efeito positivo a surgir apenas mais adiante. Mesmo que o ambiente económico e social continue exigente, a Bosch pretende figurar entre os três principais fornecedores nos seus principais mercados em todas as regiões do mundo. “Estamos à procura de inovações, parcerias e aquisições para garantir que cresçamos à medida que as nossas indústrias se transformam – apesar dos ventos económicos contrários”, afirma Hartung.

No seu negócio principal de mobilidade, por exemplo, a Bosch está sistematicamente a impulsionar decisões estratégicas para o crescimento futuro. Só este ano, está lançando cerca de 30 projetos de produção de veículos elétricos. Na área de crescimento do hidrogénio, a Bosch reafirmou as suas expectativas de negócio: até 2030, as suas vendas com tecnologia de hidrogénio poderão atingir os 5 mil milhões de euros. Além disso, a Bosch explora sistematicamente oportunidades de crescimento na área da tecnologia de aquecimento. Para além disso, poderá haver uma ligeira melhoria nos mercados de bens de consumo após dois anos de contenção. A Bosch espera que o seu próprio negócio se estabilize, para o qual deverão contribuir as inovações, bem como a expansão da sua presença internacional. No geral, a ação climática continua a desempenhar um papel central para a Bosch. Na opinião de Hartung, oferece grandes oportunidades de crescimento, mesmo que mercados como o da eletromobilidade não estejam a desenvolver-se tão rapidamente quanto o esperado. No entanto, a Bosch continua a fazer grandes investimentos iniciais em tecnologias para um futuro neutro em carbono, a fim de ajudar a moldar esta transformação a partir do topo. “Há pressão para cortar subsídios para tecnologias eficientes em termos de CO2. Mas a ação climática requer investimento sustentado – do governo, das empresas e de cada um de nós”, reforça o CEO da Bosch.

 

 

TMG Automotive ganha Prémio KAIZEN™ para Excelência Operacional na Indústria

Contabilizando mais de 650 candidaturas e 4500 participantes ao longo das 13 edições os Prémio KAIZEN™ tiveram lugar no dia 16 de maio, na Nova School of Business and Economics, e a TMG Automotive teve o privilégio de ser reconhecida com o galardão de Excelência Operacional na Indústria.

in TMG Group, 22-05-2024


Este prémio é um marco significativo para a TMG Automotive, destacando a nossa dedicação à inovação diária e à melhoria contínua.

O Prémio KAIZEN™ atribuído pelo Kaizen Institute, distingue os projetos implementados com a adoção da metodologia Kaizen, que se destacam pela eficiência, inovação e excelência, e reconhece as empresas que incorporaram, com sucesso, estes princípios no seu modelo de gestão.

Por todas estas razões este é um prémio alcançado apenas graças à dedicação da nossa equipa, cujo trabalho árduo e compromisso diário permitiram este reconhecimento.

 

https://www.tmgautomotive.pt/

 

 

Vendas de automóveis novos na União Europeia, abril 2024

New car registrations: +13.7% in April 2024; battery electric 11.9% market share

in ACEA, 22-05-2024


In April 2024, the European Union car market grew by 13.7%, with new registrations totalling 913,995 units, driven by strong increases across all major markets: Spain (+23.1%), Germany (+19.8%), France (+10.9%), and Italy (+7.7%).

This growth can be partly explained by the fact that there were two extra sales days compared to the same month last year, when Easter holidays fell in April.
During the first four months of the year, new car registrations in the European Union increased by 6.6%, reaching nearly 3.7 million units. Solid growth was recorded in the region’s largest markets over the period, with Germany and Spain each seeing a 7.8% increase, followed by France (+7%) and Italy (+6.1%).

New EU car registrations by power source

Last April, battery-electric cars maintained nearly 12% of the EU car market, while hybrid-electrics rose to 29.1% from 24.9%. The combined share of petrol and diesel vehicles dropped to less than half the market, at 48.9%, down from 52.8%.

Electric cars

In April 2024, battery-electric car registrations rose by 14.8% to 108,552 units, with their market share holding steady at around 12%. France and Belgium saw significant increases of 45.2% and 41.6%, respectively, while Germany remained stable (-0.2%). From January to April, a total of 441,992 new battery-electric cars were registered, marking a 6.4% increase from the previous year.

Hybrid-electric cars also saw robust growth, with registrations up 33.1% in April. The largest markets for this segment, France (+48.1%), Spain (+38.5%), Germany (+25.9%), and Italy (+22.8%), all recorded double-digit increases, with registrations totalling 265,992 units. This pushed the hybrid-electric market share to 29.1%, up from 24.9% in April 2023.

Plug-in hybrid car registrations saw a modest increase of 3.7% last month. While Belgium experienced a significant decline of 17.6% and France remained stable (-0.1%), Germany’s strong performance, with a 28.4% increase, helped balance the segment. In April, plug-in hybrids accounted for 6.8% of the total car market, with 62,148 units sold.

Petrol and diesel cars

In April 2024, petrol car sales increased by 7.3% to 328,967, driven by double-digit gains in key markets such as Spain (+24.1%), Germany (+18.6%), and Italy (+14.1%). However, their market share declined from 38.1% to 36% compared to the same month the previous year. Meanwhile, the diesel car market remained steady at around 118,000 units, accounting for nearly 13% of the market. Despite substantial declines in major markets like Italy (-21.1%), Spain (-19.3%), and France (-18.1%), a significant increase in Germany (+28.2%) helped to offset these losses.

 

In April 2024, the European Union car market grew by 13.7%, with new registrations totalling 913,995 units, driven by strong increases across all major markets: Spain (+23.1%), Germany (+19.8%), France (+10.9%), and Italy (+7.7%).

 

Downloads

Press release car registrations April 2024

 

 

 

IMEGUISA expõe na 360.º Tech Industry

A 360 Tech Industry apresenta a E+E 360 Tech Industry, uma plataforma digital que permite aos profissionais disporem de uma ferramenta de trabalho com os contactos e as novidades apresentadas pelos principais fornecedores do setor. Para além de poder visitar a 360 Tech Industry entre 22 e 23 de maio, na Exponor, a plataforma E+E 360 Tech Industry possibilita estender no tempo o evento e o networking, sendo uma fonte contínua de inspiração para todos os profissionais.

Quem somos?

Imeguisa Portugal – Soluções de Intralogística

A Imeguisa Portugal, parceiro tecnológico e inovador, responde às exigências da indústria, na optimização dos seus processos operacionais intralogistícos, com o desenvolvimento e instalação de equipamentos tecnológicos.

A Imeguisa Portugal, focada na optimização dos processos intralogísticos de cada cliente, busca o aumento de produtividade e resultados, com foco na redução de desperdícios através da implementação de soluções customizadas a cada necessidade

Enquanto parceiro tecnológico, têm como missão aumentar competitividade dos seus clientes através da implementação de soluções específicas e customizadas.

  • Engenharia
  • Fabrico
  • Serviços

 

  • Karakuri
  • AGV
  • AMR
  • Tugger Trains
  • Milk Runs
  • Simulação Fábricas Virtuais
  • Consultoria Industrial
  • Manutenção Intralogística

360 de Arraste

  • O AGV 360 de Arraste é um equipamento de navegação multidirecional por Banda Magnética, ou Navegação Livre.
  • Com capacidade de rotação de 360’sobre o eixo, aliada a 2 pinos elétricos e a uma altura dê 200 mm, este equipamento satisfaz os processos mais exigentes de abastecimento autónomo de linhas de produção.

Especificação

  • Tipo | AGV 360 de Arraste
  • Navegação | Banda Magnética ou SLAM
  • Sentido de Condução | Multidirecional
  • Raio de Viragem min. (m) | 500 mm (sobre eixo)
  • Velocidade (m/s) | Até 2 m/s
  • Capacidade de Carga (kg) | Até 1 200
  • Altura (mm) | 200 mm
  • Dimensões (l-W H em mm) | ‘l ‘125 x 700 x 200
  • Tamanho Max. de Carga
  • Comunicação | Rádio Frequência / Wi-Fi
  • Baterias | Lítio (24 V)
  • Carregamento | Automático
  • Controlo Manual | Comando manual, ecrã táctil, manípulo de direção
  • Scanners de Segurança | Sensor Laser SICK com distâncias programáveis

 

https://www.imeguisa.pt/

 

 

Grupo Moldoeste reforça o seu compromisso com a Sustentabilidade

Comprometido com a sustentabilidade, o Grupo Moldoeste apostou recentemente na instalação de uma UPAC com potência total instalada de 770 kWp.

in Grupo Moldoeste, 21-05-2024


A UPAC conta com 1412 módulos fotovoltaicos implementados sobre as instalações da sua unidade industrial da Maceira. Ao gerar energia limpa, a UPAC irá produzir mais de 1/3 da energia total consumida pelo Grupo Moldoeste.

Com uma produção média mensal de 105 MWh, estima-se que a produção de energia limpa no 1º ano ultrapasse os 1.250.MWh, o que representa uma poupança significativa nos custos energéticos do Grupo Moldoeste.

Ao descarbonizar grande parte da sua produção, o Grupo Moldoeste evitará mais de 590 ton de CO2 por ano, o que representa 15 144 de árvores plantadas.

O montante do investimento que rondou o meio milhão de euros foi cofinanciado pelo PRR.

No âmbito do seu compromisso com um futuro melhor para todos, o Grupo Moldoeste tem ainda em curso um processo de Certificação Ambiental (ISO 14001), cuja conclusão está prevista para o final do ano de 2024.

 

https://www.grupomoldoeste.com/

 

 

OPTIMAL STRUCTURAL SOLUTIONS will be exhibiting at EUROSATORY 2024

WE ARE EXHIBITING!

Booth: Hall 5b C50

17-21 June | Paris Nord Villepinte Exhibition Centre

We’re excited to announce that OPTIMAL STRUCTURAL SOLUTIONS will be exhibiting at EUROSATORY 2024, the Global Event for Defence and Security.

We invite you to visit our booth, where our team will present our latest technologies and solutions designed to meet the most demanding security and protection requirements.

This year OPTIMAL will be presenting its innovative lightweight ballistic protection for military and law enforcement, as well as composite solutions for the most demanding environments on Earth and in Space.

Book a meeting with our team in advance

 

 

WELDNDT tem parceria com a SREM Technologies

A WELDNDT tem parceria com a SREM Technologies, marca francesa de renome especializada em ensaios não destrutivos.

in WELDNDT, 21-05-2024


Atualmente, a WELDNDT é distribuidora em Portugal dos consumíveis para ensaios de líquidos penetrantes e ultrassons da SREM Technologies, fortalecendo o compromisso com a excelência na inspeção industrial.

Especificamente, a SREM oferece uma gama de produtos para a indústria aeronáutica e produtos devidamente amolgados.

A WELDNDT juntamente com a SREM apresenta soluções à medida para sistemas completos de inspeção por líquidos penetrantes e partículas magnéticas para qualquer tipo de indústria.

Contacte-nos para descobrir como é que esta colaboração pode ajudar o seu negócio!

 

Aktrion Portugal – apresentação dos serviços prestados

A Aktrion Portugal é uma subsidiária do Grupo Aktrion, que tem mais de 30 anos de experiência na indústria automóvel, e uma forte presença a nível europeu.

in Aktrion Portugal, 17-05-2024


Na qualidade de empresa Associada da AFIA, temos o prazer de apresentar os serviços prestados pela Aktrion Portugal.

A Aktrion Portugal presta serviços nas áreas da Qualidade, Engenharia, Consultoria e Manutenção.

  • Qualidade com certificação dos nossos clientes CSL2, CSL3 e 3CPR:
    • Selecção de componentes;
    • Muros da qualidade
    • Retrabalho;
    • Polimento;
  • Engenharia:
  • Engenheiros Residentes;
  • Suporte CAD;
  • Consultoria;
  • Manutenção:
    • Limpeza Técnica de cabines de pintura;
    • Limpeza geral das instalações;
    • Limpeza de condutas;
    • Recondicionamento de viaturas;
    • Aspiração/Ventilação/Climatização.

Estamos disponíveis para nos reunir com os associados da AFIA caso entendam que estes serviços possam acrescentar valor ao vosso grupo empresarial.

Certo da vossa maior atenção, cumprimentos,

 

 

 

 

 

 

Daimler Truck and Volvo Group intend to form a joint venture for a software-defined vehicle platform to amplify digital transformation

  • Daimler Truck and Volvo Group share the ambition to lead transformation to software-defined heavy-duty commercial vehicles to enhance customer efficiency and experience.
  • Both companies intend to create a joint venture to become the leading developer of a software-defined heavy-duty vehicle platform, including software and hardware, providing the basis for differentiating digital vehicle features.
  • The new company is intended to be a 50/50 joint venture to be headquartered in Gothenburg, Sweden.

in Daimler Truck & Volvo Group, 17-05-2024


As two leading companies in the commercial vehicle industry, Daimler Truck and Volvo Group share the ambition to lead the digital transformation to software-defined heavy-duty commercial vehicles. To amplify their efforts, both companies have reached a preliminary agreement to establish a joint venture to develop a common software-defined vehicle platform and dedicated truck operating system, providing the basis for future software-defined commercial vehicles. The intention is to make the new joint venture a leading developer of standardized hardware and software. This technical basis will then enable Daimler Truck and Volvo Group and potentially other partners to provide differentiating digital vehicle features for its products ultimately enhancing customer efficiency and experience.

Daimler Truck and Volvo Group intend to be 50/50 partners in the joint venture, which will operate as an independent entity, with Daimler Truck and Volvo Group continuing to be competitors in all other areas of business. In the context of the already heavy-investments into the transformation towards CO2-neutral drive technologies, cooperation on digital technology development has become even more vital to best meet development objectives and customer expectations within a feasible timeframe.

Martin Daum, CEO of Daimler Truck comments: “Just as important as the transformation towards CO2-neutral drive technologies is the digitalization in the vehicle. Developing a common software-defined vehicle platform with Volvo Group will enable us to turn our vehicles into a programmable device. It will allow us to build differentiating digital vehicle features with significantly greater speed and efficiency for our truck and bus customers around the globe. Together with the Volvo Group we can develop a benchmark truck operating system and set an industry standard.”

Martin Lundstedt, Volvo Group President and CEO adds: “Volvo Group and Daimler Truck are two individually great companies. Now we are combining our forces to accelerate the customer benefits that a software-defined truck platform will bring. Given the rapid transformation of our industry, it makes sense to collaborate to accelerate development, increase volumes and share cost. Software-defined heavy-duty trucks represent a paradigm shift in the transformation of our industry. Making the truck a programmable device with standardized hardware and operating system for fast product updates will give both companies the opportunity to create value for our customers and their customers though differentiating digital services and solutions. Partnership is truly the new leadership.”

The joint venture is set to be headquartered in Gothenburg, Sweden, incorporating existing assets and resources of both companies into the new organization. The goal of both shareholders is to set the industry standard for a truck operating system and offer its products to other OEMs as well. To that end the joint venture will provide a common developer platform as a service, on top of which its customers can build differentiating software layers.

Daimler Truck and Volvo Group therefore will remain fierce competitors and continue to differentiate their complete product and services offerings, including their respective digital solutions. Both companies will provide their own end-user applications on top of the platform to offer differentiating digital vehicle features to their respective customers.

The now signed preliminary agreement is non-binding. A final agreement is expected within this year, with the goal to close the final transaction in Q1 2025, subject to necessary examination and approvals by the respective authorities.