AFIA integra consórcio de uma Agenda Mobilizadora para a Inovação Empresarial no âmbito do PRR: a Agenda Hi_rEV

A Agenda Hi_rEV foi um dos 13 primeiros contratos das Agendas Mobilizadoras para a Inovação Empresarial, no âmbito do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), que foram assinados, 23 de julho, em Lisboa, numa cerimónia presidida pelo Primeiro-Ministro António Costa.

in AFIA, 25-07-2022 


Agenda Mobilizadora “Hi-rEV – Recuperação do Setor de Componentes Automóveis”, cofinanciado pelo PRR – Plano de Recuperação e Resiliência

A indústria automóvel tem assistido a vários desenvolvimentos nos últimos anos que remodelaram o futuro do sector da mobilidade. Os diversos players da cadeia de valor automóvel terão de dar resposta: à recuperação económica da pandemia, à transição energética, à transformação digital e à reestruturação do tecido transformador nacional e europeu.

O objetivo é mobilizar as empresas transformadoras nacionais do setor automóvel para se posicionarem como exemplos de crescimento inteligente e sustentado, inovação e fornecedores de produtos tecnologicamente avançados. Estas empresas e organizações participarão numa série de projetos, com o objetivo de reposicionar as suas capacidades de fabrico em resposta às exigências da indústria/consumidor.

A estratégia de cooperação industrial no consórcio conjuntamente com as instituições não empresariais será fundamental no percurso de especialização necessário e potenciará a alavancagem e a transformação de toda a indústria transformadora nacional.

A Agenda Mobilizadora Hi-rEV tem como fim promover uma transformação estrutural no perfil de especialização da economia portuguesa, em particular do setor automóvel português, por via da criação de novos produtos e serviços inovadores, de maior complexidade tecnológica e de maior valor acrescentado e tem como objetivos:

  • Promover a transição digital do setor automóvel;
  • Promover a transição ecológica;
  • Capacitar a indústria para novos produtos, processos e serviços para a mobilidade do futuro;
  • Alterar o perfil de especialização da indústria nacional e europeia.

Este projeto é implementado por um consórcio de entidades do setor automóvel português, liderado pela empresa PALBIT, e mobiliza 22 entidades, nomeadamente: 15 empresas, 4 Entidades do Sistema Científico e Tecnológico Nacional e 3 Associações Empresariais.

  • Empresas: PALBIT; DREAM FOR IT; DRT RAPID; GLAREVISION; MCG – MANUEL DA CONCEIÇÃO GRAÇA; MD GROUP; MD PLASTICS; MICROPLÁSTICOS; MICROPROCESSADOR; PECOL AUTOMOTIVE; RETSACOAT; SLM – SCHMIDT LIGHT METAL; SARKKIS – ROBOTICS; SENTINELCONCEPT; STREAK.
  • Entidades do Sistema Científico e Tecnológico Nacional: INEGI; INESC TEC; FEUP; UNIVERSIDADE DE AVEIRO.
  • Associações empresariais: MOBINOV; AIMMAP; AFIA.

 

O evento da assinatura dos contratos das Agendas Mobilizadoras contou também com a presença do Ministro da Economia e do Mar, António Costa Silva, das Ministras da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Elvira Fortunato, da Saúde, Marta Temido, e da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa.

A AFIA, nesta cerimónia foi representada por Adão Ferreira, Secretário-Geral.

Da esquerda para a direita: Tânia Susano – DREAM FOR IT; Cristóvão Oliveira – DREAM FOR IT; Adão Ferreira – AFIA; Daniel Figueiredo – PALBIT; Rui Soares – INEGI; Ana Reis – INEGI

 

 

imagem destaque | Da esquerda para a direita: Daniel Figueiredo – PALBIT; Francisco Sá – Presidente IAPMEI; Jorge Ferreira – PALBIT

 

 

 

 

 

 

José Couto na Conferência Ibérica sobre Mobilidade Sustentável

A Fundação Repsol, a CCILE – Câmara de Comércio e Indústria Luso-Espanhola, a CIP – Confederação Empresarial de Portugal e a CHP – Câmara de Comércio Hispano-Portuguesa organizaram a “Conferência Ibérica sobre mobilidade sustentável: desafios e oportunidades da descarbonização da mobilidade”.

in AFIA, 05-07-2022


A conferência que teve lugar no dia 5 de julho no Hotel Epic Sana em Lisboa e com transmissão online, incidiu sobre as questões que envolvem a transição para a mobilidade sustentável e inteligente em Espanha e Portugal.

O Presidente da AFIA, José Couto, participou numa mesa-redonda “Desafios e oportunidades do setor automóvel na descarbonização dos transportes na Península Ibérica”, juntamente com representantes de outras Associações: Helder Pedro (ACAP, Portugal – construtores), José López-Tafall (ANFAC, Espanha – construtores), José Portilla (SERNAUTO, Espanha – componentes) e Marta Blázquez (FACONAUTO, Espanha – concessionários).
O debate foi moderado por Mar García Ramos (Grant Thornton, Espanha).

Todos salientaram a força da indústria automóvel em Espanha e Portugal e o caminho a percorrer para se tornar uma referência na nova mobilidade do futuro: descarbonizada, sustentável, digitalizada e autónoma. Um processo que requer empenho, trabalho e inovação ao longo de toda a cadeia de valor. Os participantes salientaram que se trata de um desafio que está a ser enfrentado através da tecnologia e que exige a promoção de legislação que permita preservar a competitividade e o emprego no sector automóvel.

Ao longo da conferência foram discutidos aspetos relevantes como a mobilidade urbana do futuro; as oportunidades para a indústria automóvel destacar-se como uma referência na nova mobilidade; o papel da inovação e tecnologia para a descarbonização dos transportes através da eletrificação, do hidrogénio, e de os combustíveis renováveis ou de baixa emissão carbónica. Foi abordada ainda a relevância da digitalização e o grande desafio das infraestruturas associadas à mobilidade sustentável.

 

AFIA acompanha visita de empresas à BIEHM

A AFIA a convite do Bilbao Exhibition Centre (BEC) promoveu a visita, 15 a 17 junho, de uma delegação de empresas portuguesas à 31.ª edição de BIEMH, Bienal Internacional de Máquina Ferramenta, no BEC (Bilbau-Espanha).

in AFIA, 17-06-2022


Pôr a tecnologia ao serviço da produtividade industrial é essencial para resolver com eficiência problemas de fabrico complexos e poder avançar num mercado cada vez mais competitivo. Por esta razão, produtos, máquinas, equipamentos 3D, maquinagem e ferramentas integram hoje em dia a mecânica da precisão, a eletrónica avançada e a digitalização.

É neste contexto que a 31.ª BIEMH se apresentou, sob o mote “You Make It Big Again”, onde as empresas expositoras exibiram as tecnologias mais disruptivas e as empresas visitantes poderem ver como aplicar os mais recentes avanços nos seus próprios equipamentos e serviços.

A feira ocupou os 6 pavilhões do recinto, com cerca de 1450 expositores oriundos de 28 países: Alemanha, Áustria, Bélgica, Brasil, Bulgária, Canadá, China, Coreia do Sul, Dinamarca, Eslováquia, Espanha, EUA, Finlândia, França, Índia, Irlanda, Israel, Itália, Japão, Países Baixos, Polónia, Portugal, Reino Unido, República Checa, Suécia, Suíça, Taiwan e Turquia.

Por setores, o certame contou com empresas fornecedoras de máquinas de extração de material (22%), componentes e acessórios (20%), automação e robótica (14%), máquinas de deformação de material (13%), ferramentas (12%), serviços & outros (10) e metrologia e CAD-CAM (9%). Estão expostas mais de 3.400 máquinas, produtos e serviços, que transformaram os pavilhões do Bilbao Exhibition Centre numa montra de vanguarda para as soluções tecnológicas mais avançadas.

Os números confirmam uma perspetiva favorável para esta edição, na qual a indústria irá reforçar o seu papel essencial na economia. A BIEMH define-se como o ponto de encontro estratégico de alto nível para impulsionar o setor industrial, especialmente no atual contexto complexo. De acordo com a organização, esta será uma ferramenta B2B para contacto comercial direto, com múltiplas oportunidades de negócio.

Em paralelo à BIEMH 2022, decorreu a:

  • ADDIT3D, uma feira de apresentação das últimas novidades em fabricação aditiva e impressão 3D.
  • BeDIGITAL evento dirigido à aplicação industrial das tecnologias digitais Indústria 4.0.

A Delegação da AFIA integrou 4 empresas: CATRAPORT, CRIAZ INVENT, NM3D IBÉRICA, SCHAEFFLER PORTUGAL e que tiveram oportunidade de ver in loco as novidades mais recentes em termos de máquinas, ferramentas, robótica.

 

 

foto da esquerda para a direita: Carolina Rodrigues (NM3D Ibérica), Nuno Costa (NM3D Ibérica), Adão Ferreira (AFIA), João Bernardo (SCHAEFLER PORTUGAL)

Presidente da AFIA reeleito para o Conselho Diretor da CLEPA

Bruxelas foi o palco da mais recente Assembleia-Geral da CLEPA onde José Couto, Presidente da AFIA, foi reeleito para o Conselho Diretor da CLEPA para o período 2022-2024.

in AFIA, 10-06-2022


A eleição foi efetuada no passado dia 9 de junho tendo recolhido a unanimidade dos votos dos presentes.

A CLEPA – European Association of Automotive Suppliers, associação europeia dos fornecedores da indústria automóvel, fundada em 1959 e com sede em Bruxelas é a entidade que defende os interesses do setor a nível europeu sendo reconhecida como parceira natural de discussão por outras instituições europeias, pelas Nações Unidas e por outras associações parceiras.

A CLEPA reúne 115 dos mais importantes fornecedores de componentes para automóveis, sistemas e módulos, bem como 16 associações nacionais, entre as quais a AFIA, assim como outras associações sectoriais europeias.

A indústria europeia de componentes automóveis é líder mundial no fornecimento de componentes de ponta e tecnologia inovadora para a mobilidade segura, inteligente e sustentável, investindo mais de 30 mil milhões de euros por ano em investigação e desenvolvimento.

Os fornecedores da indústria automóvel empregam, na União Europeia, 1,7 milhões de pessoas.

A reeleição de José Couto para o Conselho Diretor da CLEPA vem dar uma força e visibilidade acrescida à AFIA e consequentemente à indústria portuguesa de componentes automóveis, sendo esta nomeação o reconhecimento do prestígio individual do nomeado, mas também o reconhecimento da crescente importância internacional da indústria de componentes automóveis portuguesa.

 

 

Presidente da AFIA visita Associados presentes na Hannover Messe 2022

A Hannover Messe Alemanha, 30 de maio a 2 de junho, considerada a maior feira de indústria do mundo, tem na edição deste ano Portugal como país-parceiro.

in AFIA, 30-05-2022


Portugal apresenta-se, sob o mote Portugal Makes Sense na Hannover Messe 2022 com uma forte presença expositiva traduzida em quatro pavilhões. Um Pavilhão Central (nacional) e três Pavilhões Temáticos. A presença portuguesa será focada nas áreas Engineered Parts & Solutions, Energy Solutions e Digital Ecosystems, representativos da oferta nacional de clusters de excelência, designadamente nos setores dos equipamentos e da metalomecânica, da mobilidade, dos setores automóvel e aeronáutico, dos têxteis e plásticos técnicos, dos moldes, das tecnologias de produção e das energias renováveis.

A participação de Portugal na Hannover Messe 2022 é coordenada pela AICEP – Agência para o Investimento e o Comércio Externo de Portugal, e coorganizada com a AIMMAP – Associação dos Industriais Metalúrgicos, Metalomecânicos e Afins de Portugal e a CCILA – Câmara de Comércio e Indústria Luso-Alemã.

A representação portuguesa é constituída por 109 empresas, 15 das quais são Associadas da AFIA:

(Links diretos: Clicando em cada empresa, será redirecionado para a respetiva ficha na Hannover Messe 2022)

O Presidente e o Secretário-Geral da AFIA visitam os Associados para ver in loco as novidades apresentadas na feira.

Em 2021 as exportações nacionais de bens transacionáveis para a Alemanha atingiram os 7 mil milhões de euros, sendo que desse montante 26% referem-se às vendas de componentes para automóveis.

No ano passado as fábricas alemãs adquiram a Portugal quase 1,9 mil milhões de euros componentes automóveis.

A Alemanha é um país estratégico para a indústria portuguesa de componentes para automóveis, com 3,3 milhões de automóveis produzidos em 2021 é o principal país produtor automóvel na Europa e o 2.º cliente dos componentes automóveis portugueses.

Esta visita da AFIA está enquadrada no SIAC Internacionalização “PT2WM – Portugal to World Mobility”, uma iniciativa em copromoção da MOBINOV, ACAP e AFIA no âmbito do Portugal 2020, com cofinanciamento da União Europeia através do FEDER – Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.

O projecto PT2WM visa reforçar a cooperação entre as PME e outras entidades com vista a reforçar a presença internacional do sector automóvel pela captação de investimento para Portugal e pelo incremento da presença integrada ao nível internacional.

Presidente da AFIA na Cerimónia de Assinatura dos Protocolos de Cooperação AICEP/CLUSTERS

Na manhã do dia 20 de maio realizou-se, em Lisboa, a cerimónia de assinatura de Protocolos de Cooperação entre a AICEP e os Clusters Automóvel, Calçado e Moda, Engineering & Tooling, Health Cluster Portugal, Produtech e Têxtil Tecnologia e Moda.

in AFIA, 20-05-2022


Estes Protocolos de Cooperação têm o intuito de promover a colaboração conjunta, em domínios de interesse mútuo, no desenvolvimento de atividades com relevância para a internacionalização da economia portuguesa e a capacitação das empresas e seus executivos.

 

A Mobinov – Associação do Cluster Automóvel, resulta de uma iniciativa conjunta da AFIA – Associação de Fabricantes para a Indústria Automóvel e da ACAP – Associação Automóvel de Portugal.

Constituída em 2016, a MOBINOV é composta por empresas da cadeia de valor da indústria automóvel nacional, associações empresariais, entidades do Sistema Nacional de Investigação e Inovação, entidades do Ensino Superior e de Formação Profissional.

 

da esquerda para a direita: José Couto (AFIA), Jorge Rosa (MOBINOV), Luís Castro Henriques (AICEP), João Dias (AICEP).
foto: Mobinov

 

Presidente da AFIA no Encontro da Indústria de Moldes

A 22 de abril a CEFAMOL – Associação Nacional da Indústria de Moldes organizou o Encontro da Indústria de Moldes, dedicado a duas temáticas “Financiamento, Restruturação e Capitalização de Empresas” e “Indústria Automóvel: perspetivas e desafios”.

in AFIA, 22-04-2022


O Presidente da AFIA, José Couto, a convite da CEFAMOL moderou a 2.ª sessão dedicada à indústria automóvel.

Este painel contou com apresentações de Joaquim Oliveira (Deloitte), Jaime Sá (Grupo Simoldes) e Gonçalo Tomé (Grupo CIE-Plasfil), e que deram a sua visão sobre as tendências de futuro na indústria automóvel e sua cadeia de valor e, na perspetiva do cliente, quais os principais desafios que as empresas de moldes deverão estar preparadas para enfrentar e que posicionamento que estas deverão assumir na cadeia de valor.

O Encontro realizou-se em Oliveira de Azeméis e reuniu mais de 80 representantes da indústria de moldes.

 

Indústria portuguesa de componentes para automóveis à procura de negócios em Turim

A AFIA – Associação de Fabricantes para a Indústria Automóvel, no âmbito do acordo de colaboração para a promoção internacional da indústria portuguesa de componentes para automóveis celebrado com a AEP – Associação Empresarial de Portugal, promoveu a participação nacional nos Vehicle & Transportation Technology Innovation Meetings.

in AFIA, 31-03-2021


Turim, centro da indústria automóvel italiana e berço da FIAT – agora Stellantis – acolheu no OGR – pólo de inovação de Turim, 30 e 31 de março, a 2ª edição dos Vehicle & Transportation Technology Innovation Meetings, convenção internacional de negócios dedicada à inovação na indústria da mobilidade, com o objetivo de promover as relações entre todos os atores da cadeia de fornecimento desta indústria, e que reuniu mais de 300 empresas, oriundas de 23 países.

O evento foi organizado pela ABE – Advanced Business Events, entidade especializada neste tipo de encontros a nível internacional, em colaboração com a ANFIA, associação italiana da indústria automóvel (entidade congénere da AFIA).

A AFIA/AEP apoiam 3 empresas neste processo de angariação de novos negócios:

Até ao final de 2022 a AFIA em colaboração com a AEP promoverá ainda, a participação colectiva portuguesa

A pandemia da COVID-19 e os conflitos geopolíticas, mostram que é essencial uma aproximação das cadeias de abastecimento, razão pela qual se optou pela intensificação da promoção da indústria portuguesa juntos dos seus parceiros europeus.

 

 

A participação da AFIA neste evento está enquadrada no SIAC Internacionalização “PT2WM – Portugal to World Mobility”, uma iniciativa em copromoção da MOBINOV, ACAP e AFIA no âmbito do Portugal 2020, com cofinanciamento da União Europeia através do FEDER – Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.

O projeto PT2WM visa reforçar a cooperação entre as PME e outras entidades com vista a reforçar a presença internacional do sector automóvel pela captação de investimento para Portugal e pelo incremento da presença integrada ao nível internacional.

 

 

 

AFIA participou no “Em Foco Marrocos: Setor Automóvel”

Pedro Ramalho foi um dos oradores deste seminário organizado pela AICEP em Leça da Palmeira (Matosinhos), 29 de março, dedicado às PME do setor automóvel que pretendam conhecer as características e oportunidades do mercado marroquino.

in AFIA, 29-03-2021


A sessão foi aberta por Joana Neves, delegada da AICEP em Rabat, seguiu-se a apresentação da Indústria Automóvel em Portugal por Pedro Ramalho, Diretor da AFIA.

A CEFAMOL apresentou o setor dos moldes em Portugal. Seguiram-se as apresentações de Marrocos, primeiro com Joana Neves a traçar o perfil do país e as oportunidades de negócios para as empresas portuguesas. Depois a AMICA, associação congénere da AFIA, apresentou o setor automóvel marroquino.

Atualmente Marrocos tem 3 fábricas de construção automóvel: Somaca / Renault (Casablanca), Renault (Tânger), Stellantis (Kénitra) e que no ano de 2021 produziram mais de 400 mil veículos. Acrescem ainda mais de 250 fornecedores internacionais instalados no país.

As apresentações podem ser descarregadas aqui:

 

A academia AICEP elaborou ainda um Manual sobre Marrocos, descarregue aqui.

 

 

A AFIA realizou em Aveiro sessão de apresentação do Fundo de Capitalização e Resiliência

A AFIA – Associação de Fabricantes para a Indústria Automóvel – reuniu no dia 15 de Fevereiro no auditório do Parque de Exposições de Aveiro mais de 60 representantes de empresas da indústria automóvel, para uma sessão de apresentação do Fundo de Capitalização e Resiliência.

in AFIA, 16-02-2022


A indústria de fabrico de componentes para automóveis tem vindo a crescer e a assegurar a sua sustentabilidade de uma forma positiva devido às suas competências técnicas e de inovação, à boa qualificação e capacidade de adaptação da mão-de-obra e à cooperação entre empresas, universidades e centros de investigação e desenvolvimento.

A Indústria Portuguesa de Componentes Automóveis tem revelado um desempenho acima da produção automóvel na Europa.

Entre 2015-2019 cresceu a uma taxa de +8,0% ao ano, o que compara com um crescimento médio anual de apenas +0,3% da produção automóvel na Europa.

Todavia esta trajetória de crescimento foi interrompida com o eclodir da crise provocada pela pandemia COVID-19.
Conforme referiu José Couto, Presidente da AFIA, na sessão de abertura, a AFIA desde então tem solicitado ao Governo para a necessidade de serem tomadas medidas de apoio às empresas através do reforço dos capitais próprios, sem aumentar os passivos das empresas, de modo a que continuem a investir para manterem a sua competitividade. As empresas investem continuamente em tecnologias inovadoras para obter automóveis mais seguros, tendencialmente autónomos, e soluções mais amigas do ambiente.

Pelo que a AFIA se congratula pelo lançamento, pelo Banco Português de Fomento, dos dois primeiros Programas de Investimento do Fundo de Capitalização e Resiliência.

Para esta sessão de apresentação foram convidados Tiago Simões Almeida, Administrador Executivo do Banco Português de Fomento; e Luís Alves, Direção Empresas Desenvolvimento de Negócio do Banco BPI.

Os novos instrumentos financeiros – Programa de Recapitalização Estratégica e Programa Consolidar – têm como objetivo apoiar a solvabilidade e resiliência financeira de empresas nacionais estratégicas e o investimento produtivo, em crescimento e consolidação empresarial. com uma dotação global de 650 milhões de euros.

Apesar da dimensão dos desafios, as empresas demonstram a confiança e a resiliência necessárias para os enfrentar, aproveitando as oportunidades para continuar a fazer crescer sustentadamente o sector.

Num trabalho constante de defesa e divulgação do setor a nível nacional e internacional, a AFIA acredita que estes encontros entre as empresas são fundamentais para que de uma forma organizada e sintonizada se consiga tornar o setor dos componentes automóveis mais competitivo e apelativo.

Neste sentido durante este ano de 2022 serão realizadas novas iniciativas e encontros de trabalho, garantindo uma grande proximidade às empresas e uma atuação mais eficaz na defesa dos seus interesses e necessidades.

ACEDA ÀS APRESENTAÇÕES: