Skip to main content

Autoeuropa volta a parar fábrica oito dias em Março

A fábrica marca os dias de paragem para garantir uma produção diária de 460 unidades.

in Diário Económico, por Sara Piteira Mota, 24-02-2016

A Volkswagen (VW) Autoeuropa vai suspender a produção durante seis dias em Março, perto da Páscoa, depois de ter estado parada 27 dias úteis, entre Dezembro do ano passado e Janeiro de 2016. Para tal, a fábrica vai recorrer aos ‘down days’, um instrumento de flexibilização dos horários de trabalho, que está previsto no Acordo de Empresa e permite ajustar o número de veículos produzidos às necessidades do mercado.

A produção da fábrica de Palmela pára nos dias 17, 18, 21, 22, 23 e 24 de Março. O coordenador da Comissão de Trabalhadores (CT) da VW Autoeuropa,António Chora, explica que a fábrica vai recorrer a esta ferramenta, “essencialmente, para manter a produção nos 460 carros por dia e assim garantir que quando trabalhamos todos os colaboradores são necessários”. No âmbito do acordo laboral, até Setembro de 2016, a administração garante que não haverá despedimentos colectivos.

A maior fábrica de automóveis portuguesa prepara-se para um ano que deverá ser marcado pela redução da produção e por um maior número de dias de paragem face aos registados em 2015. Em causa está o facto de produzir apenas dois modelos – VW Scirocco e os monovolumes VW Sharan e Seat Alhambra – que não têm uma procura muito elevada.

A VW Autoeuropa produziu 102.158 unidades, em 2015, menos 100 unidades que no ano anterior.

Em Janeiro de 2016, a fábrica produziu apenas 3.162 unidades menos 65,2% que no ano anterior. O volume de produção foi bastante mais baixo porque a fábrica só abriu as portas a 21 de Janeiro.

Produção de 460 mantém-se nos primeiros trimestres

No ano passado, depois de ter terminado a produção do VW Eos, em Julho, a VW Autoeuropa passou a produzir 460 unidades por dia, um número que mantém ainda este ano. António Chora prevê que, pelo menos, “nos primeiros trimestres a produção deverá ser a actual”.

No entanto, o coordenador da CT da fábrica de Palmela, confirma que “neste momento apenas sabemos que a produção vai ser relativamente inferior ao ano passado”.

António Chora avança ainda que alguns dos ‘down days’ agendados para Março próximo são “para continuar o plano de investimentos (tecnologias) da plataforma ‘Modularer Quer Baukasten’ (MQB)” que está a ser implementada na unidade industrial portuguesa.

No segundo semestre de 2016, a VW Autoeuropa deverá começar a produzir as ‘null series’, ou seja, protótipos do novo modelo que já serão montados na plataforma MQB.

Em 2014, a fábrica anunciou um investimento de 677 milhões de euros para implementar a nova plataforma na fábrica de Palmela. O novo modelo irá garantir a permanência da fábrica da VW no país, impulsionar a produção acima das 150 mil unidades por ano e criar mais 500 empregos directos. Embora o nome do carro ainda não tenha sido confirmado pela administração da fábrica, o Económico sabe que será o novo Polo SUV (um veículo utilitário desportivo), que poderá ter outra denominação.

 


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.