Skip to main content

ASPÖCK sobe no ranking das “100+”

Empresa situada em Cucujães está agora no 5º lugar

in Jornal Corrreio de Azeméis, suplemento Azeméis Faz Bem, 20-07-2016

https://i2.wp.com/afia.pt/wp-content/uploads/2016/07/azfazbem_20160511_05.png?resize=275%2C559

O ano passado acabou em grande para a Aspöck Portugal, que inaugurou a nova unidade fabril, junto à anterior, duplicando assim a dimensão da capacidade instalada. O investimento nesta empresa, que passou do 6º (2014) para o 5º lugar (2015) no ranking das 100+ do concelho rondou os 15 milhões de euros.

Esta nova expansão da empresa pertencente ao grupo austríaco Aspöck Systems e situada em Cucujães permitiu a criação também de um novo e moderno centro internacional de investigação e desenvolvimento, com laboratórios e centros de ensaio, um investimento na ordem dos cinco milhões de euros. Esta mais valia, que já se encontra em funcionamento, continua ainda a investir em maquinaria com tecnologia de ponta. “Este é o resultado de anos de trabalho árduo de todos, sem exceção”, afirmou o diretor geral da Aspöck Portugal, Domingos Pinto, durante a inauguração da nova empresa, que assegura o desenvolvimento de produto para todas as unidades fabris Aspöck Systems espalhadas pelo mundo. Neste novo centro de investigação e desenvolvimento são testadas novas tecnologias de iluminação automóvel para as unidades que o grupo empresarial detém em Portugal, Áustria, Brasil e Polónia.

A funcionar em laboração contínua, “a empresa cresceu mesmo em tempo de crise”, sendo hoje “apetecível para as grandes construtoras automóveis”, como referiu Domingos Pinto. Audi, Volkswagen, Peugeot e Citroen são alguns exemplos das principais marcas cujos farolins e “3rd Stop lamps” são produzidas na Aspöck Portugal, sobretudo para a iluminação traseira, mas também para efeito lateral. Líder no fabrico de sistemas de iluminação para veículos pesados, reboques, motas e autocaravanas, a unidade de Cucujães, que foi adquirida pela Aspöck Systems em 2008, é a maior empresa do grupo e hoje dá emprego a mais de 600 pessoas, cuja média de idades não vai além dos 35 anos, não esquecendo que há 15 anos a empresa, que se dominava Fabrilcar, tinha apenas 45 funcionários. Com uma facturação de 41 milhões em 2015, sensivelmente o mesmo de 2014, a Aspöck Portugal espera aumentar as suas vendas para 45 milhões até ao final deste ano. E crescer 10% ao ano a partir de 2018. A exportação assegura 85% do volume de negócios. Também no mercado português fornece a AutoEuropa e a Mitsubishi Fuso Tramagal.

“Temos razões para estar orgulhosos”

“Trata-se de um investimento estrangeiro, mas altamente exportador, criador de riqueza, que emprega mais de 600 pessoas, algumas das quais altamente qualificadas. (O Centro de Investigação e Desenvolvimento ) É altamente positivo para a empresa, mas também para a região, porque está a criar condições de trabalho para o melhor que nós temos, que são as pessoas, o talento, para que fiquem a trabalhar em Portugal para investidores portugueses e estrangeiros, para que cresçam em organizações que são multinacionais. Tudo isto é muito positivo. Oliveira de Azeméis e o país têm de ver com bons olhos este crescimento do investimento. Temos razões para estar orgulhosos…”, disse o secretário de Estado da Inovação, Investimento e Competitividade, Pedro Gonçalves, durante a inauguração da nova unidade fabril em Cucujães.

 


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.