Skip to main content

98% dos carros europeus têm peças feitas em Portugal

A indústria de componentes automóveis em Portugal passou a valer 11,3 mil milhões de euros em 2018

in Expresso, 24-01-2019


A indústria de componentes automóveis em Portugal atingiu um novo recorde em 2018: passou a valer 11,3 mil milhões de euros. Na prática, este número quer dizer que, ao nível europeu, 98% dos veículos têm uma peça fabricada em Portugal, avança o “Diário de Notícias” esta quinta-feira.

Segundo o matutino, saem do país todo o tipo de peças para as fábricas europeias: os estofos da Coindu para os carros do Grupo Volkswagen; as espumas e tecidos da ERT Têxteis para os carros de luxo da Rolls-Royce e da Maserati; as caixas de velocidade para os carros da Renault, que são produzidas a partir de Cacia, no distrito de Aveiro.

No ano passado, as exportações de componentes representaram 83% do volume de negócios (9,4 mil milhões de euros). Entre as peças que ficaram na Europa, mais de metade têm como destino Espanha (21%), Alemanha (17%), França (12%) e Reino Unido (8%).

Dos quatro países, apenas Espanha dá garantias de aumento da produção nos próximos anos. “Precisamos de diversificar cada vez mais as exportações de automóveis. Temos de começar a abraçar outras geografias, sobretudo fora da Europa”, disse Luís Castro Henriques, presidente da agência de investimento AICEP, em declarações ao jornal.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.